O artista se move. O artista contempla. É atraído pelas miudezas ou pelas coisas grandes, por coisas que não existem ou que vem de dentro. O artista tem fome do mundo.

No Espaço Húmus, a arte é cotidiano sensorial. Reunimos um acervo de artistas pelo afeto. O desejo é pela inquietação individual de quem pinta, fotografa, dança e produz. O Espaço Húmus tem fome da curiosidade.

Página 12 de 12« Primeira...89101112
Página 12 de 12« Primeira...89101112