Samba do Bixiga / Grupo Madeira de Lei

 

No crepúsculo a calçada é toda disputada; cadeiras vermelhas se esparramam, nos pés sandálias ou chinelos. Sexta-feira é dia de sambar na rua. Sexta-feira é dia de sambar no Bixiga.

 

Fundado em 1975, o grupo Madeira de Lei (que também atende por nomes como Samba do Namur, Boteco Samba de Rua e Samba do Bixiga) completa 40 anos esse ano. Para a alegria de todos, há 4 anos tem endereço fixo e lota a rua Treze de Maio nas noites de sexta-feira. Os integrantes têm samba correndo nas veias há muitos anos. Quem os lidera é Namur (voz e tamborim), ícone da Vai-Vai e compositor do enredo inspirado em Noel Rosa que concedeu o primeiro título de Escola campeã à tradicionalíssima Vai-Vai, lá nos anos 1978. Também participou com enredos e samba-enredos nos anos seguintes (81, 83, 86 e 87) e se orgulha por ter ajudado a consagrar a escola que hoje é detentora de 14 títulos no carnaval paulistano, a primeira da lista.

 

Namur (tamborim e voz), Soré (pandeiro), Chiquinho (tantan e voz), Reinaldo Moura (cavaco e voz), Zezinho (reco-reco) e André (violão) são os ilustres sambistas do conjunto, Carla Borges é a produtora que não deixa o samba falhar, faça chuva ou faça sol, entre muitos outros convidados. E quem quiser cantar e tocar, pode participar.

 

___

 

O bairro do Bixiga

 

Se você for procurar em um mapa talvez não encontre o que é um dos mais tradicionais bairros da cidade: Bixiga. Pertencente à subprefeitura da Bela Vista, o Bixiga é a área compreendida entre as ruas Major Diogo, Avenida Nove de Julho, Rua Sílvia e Avenida Brigadeiro Luís Antônio. Foi lá que grande parte da história do samba e da cidade se fez. Reduto de imigrantes italianos, dizem que esse pedacinho de São Paulo hoje é só arranhacéu. Mas o brilho de quem já está ali há muitos anos e tem verdadeira paixão pelo bairro, esse não se perde nunca mais.

 

O Bar Amigos de Verdade (ou Bar dos Ales) é onde os amigos e sambistas se encontram religiosamente para manter viva a tradição do bairro. Como seus frequentadores gostam de dizer, o bar não tem dono mas elegeu seu presidente, o palmeirense Cosmo Gagliardi, dono da Cantina Capuano, uma das mais tradicionais e antigas da região. Abrem suas portas para receber amigos e familiares em alguns dias da semana. O bar é a oficialização dessa reunião: é o lugar que eles escolheram para chamar de seu. Entre porpetas, macarronadas, cervejas e risos, os sambas cantados e batucados na garrafa, pandeiros e tamborins enchem a casa de alegria, que abriu suas portas e nos recebeu em um belo sábado de sol com um grande abraço.

 

Conheça mais desse pedacinho de São Paulo, que é tão especial, cheio de história e de amor: O Bairro do Bixiga.

 

___
 
Grupo Madeira de Lei
Rua Treze de Maio, 507 – Bela Vista – São Paulo
Em frente à Paróquia Nossa Senhora Achiropita
Toda sexta-feira, das 20h às 23h30
Grátis
___
 
Bar Brothers – Gilson & Fátima
São os parceiros do samba, ajudam o grupo repassando um real a cada cerveja comprada em seu estabelecimento. Além disso, lá você vai ser sempre bem atendido com um sorriso da Rita ou do Belo.
Fica junto ao samba, é só perguntar.
___
 
Bar Amigos de Verdade / Bar dos Ales
Rua Dr. Luís Barreto, 344
Todos os sábados a partir das 14 horas rola muito samba de raíz e a espetacular feijoada da Pinah
Feijoada: R$ 25,00 / Feijoada PF: 15,00
Couvert: Grátis
___
 
Cantina Capuano
Centenária e tradicionalíssima na região, vá lá provar o famoso Fusilli com Brachola, não vai se arrepender.
Rua Conselheiro Carrão, 416

Tags, , , , , , , , , ,