Por aqui, batemos no liquidificador texto, foto, áudio, vídeo, ilustração, programação, jornalismo e ficção. O resultado são narrativas digitais que desmancham quando você tenta pegar na mão ou colocar na boca.