Tornar-se quem você é

O professor de filosofia Donizete Soares realizou em parceria com o Espaço Húmus uma série de programas de rádio sobre Educação e Cultura. Eles aconteceram nos meses ao redor da virada de 2012 para 2013.

Agora, reeditamos este material num especial. São cinco episódios, três entrevistas com amigos bons de papo e dois artigos onde o próprio Donizete desenvolve os temas.

O professores atua com profunda preocupação pela construção da autonomia humana. Criar espaços que garantam a possibilidade de cada um ser aquilo que é – uma das realizações mais improváveis nesta sociedade de controle e repressão de corpos e mentes.

Mas ele segue tentando. Nós também. Dê uma estudada nos temas desenvolvidos por aqui.

Daniel D’andrea
O argentino está há mais de vinte anos caçando sacis no Brasil. Daniel D’andrea é pesquisador e contador de histórias profissional. Inicialmente, trabalhar com contos e histórias ia ser só uma atividade complementar. Mas cresceu e hoje virou atividade principal, fundamentalmente dando formação para trabalhadores da educação.
O contar não parte apenas do contador. Toda uma comunidade ouve e conta histórias. Quem conta com o público vai modificando sua própria história de acordo com a reação do povo.

Tudo está vivo por aqui. Quem conta uma história conta a si próprio.

Oscar Niemeyer
Na arquitetura estão expressos os valores de uma época. Aquilo que queremos e podemos fazer fica marcado no corpo de nossas cidades. Darcy Ribeiro afirmou que Oscar Niemeyer será o único brasileiro de seu tempo a ser lembrado ainda no ano três mil. Será?

Aqui, Donizete desfia um dos projetos do maior arquiteto brasileiro: o Memorial Luiz Carlos Prestes, em construção na cidade de Porto Alegre.

Maria Lacerda de Moura
Uma pequena biografia da professora, jornalista, escritora. Transgressora. Nasceu muito religiosa, acordava horrorizada com os pesadelos de seus pecados. Acabou se isolando em resposta às sucessivas repressões, que a aí ensinou muito cedo a viver dentro de si mesma.

Mas, que bom, ergueu a cabeça e os olhos, afiou a pena, exercendo a suprema resistência ao espírito de autoridade incrustrado no subconsciente da família e da sociedade. Negou à sociedade o direito de impedir que ela se conhecesse e se realizasse. Isso no final do século XIX.

Criticava os movimentos anarquistas e feministas. Provocou a sociedade, escancarou questões por todos lados do espectro ideológico. Profundamente combativa e libertária, declarou que, além de Jesus Cristo, não conhecia outro anarquista. Tinha coragem de olhar de frente e responder olhando nos olhos. Morreu em 1945, viva.

Sergio Gomes
O jornalista é um perseguidor de balões. Busca o terreno baldio, os vazios que podem virar campinhos de várzea. Há décadas atua pela democratização da comunicação.

Começou, junto com outros, a Oboré, empresa prestadora de serviços que atua com comunicação popular. Começa em 1978, como uma cooperativa de jornalistas e artistas, para colaborar com os movimentos sociais e de trabalhadores urbanos. Boré é um instrumento musical indígena, utilizado para convocar e unir a tribo. E ele está aí, há décadas realizando união da tribo.

Marcos Ferreira Santos
Deixar de lado a associação direta entre Educação e escola. Os processos da escola estão muito mais ligados à aculturação, à domesticação dos corpos e das mentes. Educação é a possibilidade de atualizar em cada um nossa humanidade em potencial. O que é muito tranquilo nas comunidades tradicionais, lá é chamado de iniciação. Tornar a pessoa aquilo que ela é. Isso que chamo de educação de verdade.

Neruda mexeu com Marcos: “cinco horas da tarde, desço as escadas e volto para vida”. A poesia acertou em cheio, levou a repensar a vida. Largou o trabalho e foi ser bombeiro, terminou professor da Faculdade de Educação da USP em sua hierarquia mais alta, a Livre docência (se é que esse título nesta instituição traz alguma liberdade).

Aqui, numa longa conversa, revisitam essas questões e apontam caminhos.

PATROCÍNIO

logo-absurda

BLOG

Autores convidados partilham seus textos e suas opiniões, num espaço fecundo de liberdade e de leitura. Venha ler, venha escrever!

SOUNDCLOUD

As músicas que embalam nossos vídeos também podem te embalar durante seu passeio pelo nosso site e em qualquer lugar!

jabutibumba_site_thumb

FACEBOOK

Já curtiu a nossa página no facebook? Quer saber que amigo seu já curtiu? Tudo que nosso site pode aparecer no seu feed de notícias, é só curtir!

YOUTUBE

Assine nosso canal e receba o nosso conteúdo novo!

bixiga_yt_thumb2